Procure nos arquivos do GRAVEL Zone Brasil

quarta-feira, julho 31, 2019

GRAVEL Zone Brasil / Review - Pneus Gravel WTB Riddler e Resolute

Desempenho equivalente à fama?


Buscando as melhores opções para a disputa do Dirty Kanza 200 2019, no começo deste ano o GRAVEL Zone Brasil resolveu por à prova os dois mais aclamados modelos de pneus da linha Gravel da WTB, o Riddler com largura de 37mm e o Resolute de 42 mm, ambos para rodas 700C.

Foto: Adil Filoso

O WTB Riddler é descrito pela marca como um pneu construído para ser veloz, priorizando igualmente tração e eficiência, principalmente em condições secas. Em termos de desenho, conta com um bloco central de cravos baixos, os quais guardam alguma semelhança com o já mítico Panaracer GravelKing Sk, referência do GRAVEL Zone Brasil no momento de realizar qualquer comparação. Vale ressaltar que no WTB Riddler o número de cravos centrais alinhados varia entre 2, 3 e 4 em cada fila, ao contrário do pneu japonês que apresenta um desenho mais simétrico. Para completar, no Riddler uma linha de cravos de altura intermediária permite uma transição mais suave em direção aos cravos laterais, mais altos e firmes, estes pensados para garantir um bom desempenho em curvas. Seu peso real está na casa dos 470 gramas, apenas 5 gramas a mais que o divulgado no site da marca (https://www.wtb.com/products/riddler700c). Os amantes do Bikepacking contam também com uma versão (muito) mais robusta do Riddler com 45mm de largura.

WTB Riddler - Foto: WTB

Já o WTB Resolute, é um modelo famoso, cheio de fãs na comunidade Gravel mundo afora. Está disponível em versões 700C e 650B, ambas com 42mm de largura. Segundo o fabricante, o Resolute é "o pneu Gravel definitivo, qualquer que seja a condição". Seus cravos mais altos, em comparação aos do Riddler, são consideravelmente espaçados de modo a não acumular lama. Cabe mencionar que seu desenho guarda alguma semelhança como o modelo Nine Line, para Mountain Biking, da mesma WTB. Destacamos que um dos exemplares do Resolute testados pelo GRAVEL Zone Brasil marcou 510 gramas na balança, quase 60 gramas a mais que o peso divulgado pela marca.

WTB Resolute - Foto: WTB

Contrariando uma característica positiva da maioria dos principais pneus de outras grandes marcas de importância no segmento Gravel, os modelos da WTB não contam com uma proteção antifuros especial, o que parece temerário num primeiro momento, entretanto possuem uma carcaça batizada de TCS Light (Tubeless Compatible System) que é garantia de uma montagem tubeless fácil e segura, retendo muito bem o ar e evitando vazamentos, mesmos nas primeiras horas críticas após a conversão.

Em um recente teste comparativo desenvolvido inclusive com base em processos de laboratório padronizados pelo site Gran Fondo Cycling, o WTB Riddler 700x37 foi eleito o melhor pneu entre outros 9 concorrentes, incluindo o WTB Resolute 700x42.

E na prática, valem a pena?


Primeiramente o GRAVEL Zone Brasil montou um Resolute na dianteira e o Riddler na roda traseira de nossa bike de testes, sempre tubeless! A lógica seria aproveitar o maior volume de ar do primeiro e a facilidade de rolagem do segundo. Com 32 psi na dianteira e 35 na traseira, o Resolute mediu quase 44mm de largura nas rodas DT Swiss R24, já o Riddler cravou os esperados 37mm, sendo assim, se em sua Gravel bike o espaço para os pneus é limitado, o Resolute pode não uma opção viável para você.

Aqueles que acompanhavam o P29BR (https://www.29er.com.br) sabem que o blog foi sempre um grande incentivador do uso de pneus convertidos para tubeless. Em nossos vídeos e matérias de anos atrás, mostramos muitas vezes como executar essas conversões, algo que na época envolvia um certo trabalho e disciplina. Hoje tudo mudou, a maioria das grandes marcas de rodas já disponibilizam seus produtos de fábrica acompanhados por válvulas e fitas de aro prontas para uma eventual conversão. Os pneus de hoje são quase todos tubeless ready (produzidos para o uso sem câmaras). Atualmente temos realizado com sucesso essas conversões sem o auxílio de nenhum artifício, apenas montando os pneus nos aros preparados com sua fita tubeless e válvula, acrescentando um selante de qualidade e inflando com uma boa bomba de pé do tipo HV (grande volume).

Em ação a combinação Resolute/Riddler se mostrou menos brilhante que o esperado. O Resolute de fato absorve muito bem as imperfeiçoes do terreno e oferece uma tocada confortável. Em condições mais extremas de barro ou mesmo areia, o modelo transmite segurança ao piloto no momento de manter uma linha, ratificando a fama de polivalente, mas nem tudo são flores. Ao contrário do que esperávamos de início, não confie demais no Resolute no momento de fazer curvas, ele foi responsável por alguns sustos, dependendo das condições você pode perder a dianteira com mais facilidade que de costume. Já o Riddler surpreendeu, de fato é rápido, eficiente em condições secas e aceitável nos terrenos úmidos.

Montando o Riddler tanto na frente, quanto atrás, ganhamos muito desempenho nas curvas, ainda que a tocada da bike em geral ficou mais seca. Consideramos este um pneu para ganhar um comparativo? Sinceramente não, ainda que se iguale em desempenho a alguns dos melhores do mercado na maioria de suas características. A principal queixa do GRAVEL Zone Brasil em relação ao WTB Riddler tem a ver com um quesito que outras publicações não consideraram em suas análises, a durabilidade.

Lado a lado um WTB Riddler com 1.000Km de uso e um Panaracer Gravel King SK com 5.000Km de uso 
Foto: GRAVEL Zone Brasil

Ainda que nunca tivemos um único furo durante o período de testes, inclusive tendo usado o duo Resolute-Riddler na disputa da Land Run 100 em março passado. Com pouco mais de 1.000 Km rodados em terrenos variados, o WTB Riddler traseiro já mostrava um desgaste exagerado nos seus cravos centrais, a ponto de influir negativamente sobre a performance da bike.

Land Run 100 - Foto: Arquivo pessoal Adil Filoso

Depois da Land Ran 100 passamos o Resolute para a traseira e aí ele tem brilhado até hoje, entregando conforto, nenhum furo e o que chama realmente a atenção é que, ainda que tenha pesado mais de 500 gramas, no asfalto sua pouca resistência à rolagem é espetacular, inclusive em comparação com pneus mais estreitos. Podemos garantir que mesmo usando um pneu de cravos com 42mm de largura surpreendentemente você vai conseguir dar canseira nos "speedeiros" de plantão.

Então como ficamos?


O WTB Riddler, na opinião do GRAVEL Zone Brasil, é tao eficiente quanto o Panaracer Gravel King SK na maioria de suas características, mas perde em durabilidade e conforto, já o WTB Resolute é sem dúvida uma das melhores opções do mercado para a traseira de sua Gravel bike, desde que sirva. Apesar do fato dos pneus da linha Gravel da WTB não contarem com uma tecnologia específica para proteção lateral e/ou da banda de rolagem, neste teste ambos se mostraram bastante confiáveis e não furaram uma vez sequer. Os modelos tem o preço estimado ao consumidor na casa de 50 dólares nos Estados Unidos.

Está utilizando os mesmos pneus? Deixe um comentário abaixo e compartilhe suas opiniões com outros leitores do site.

As notas do GRAVEL Zone Brasil:


Como foram atribuídas as notas:

# Resistência a furos *: quesito avaliado a partir de experiência prática do GRAVEL Zone Brasil com cada modelo de pneu testado.
# Desempenho geral **: avaliamos cada pneu nas mais variadas condições e chegamos a um conceito médio que quantifica suas principais qualidades em terra batida, pedras soltas, asfalto, barro e areia.

Observação importante:

Todos os pneus foram montados sem câmaras.

O que significa cada nota: 

5 - Entre os melhores da categoria
4 - Acima da média
3 - Desempenho médio aceitável
2 - Abaixo da média
1 - Entre os piores da categoria

Keep Gravel Riding!

Nenhum comentário:

Postagens Recentes no GRAVEL Zone Brasil