Postagens

Post Destacado

GRAVEL Zone Brasil / Teste - Suspensão ProShock Grap

Imagem
Gravel Bike com suspensão: exagero ou necessidade? Há quase 30 anos no mercado, sediada em São José dos Campos, um polo de indústrias de ponta no Brasil, a ProShock é uma empresa que sempre se mostrou muito atenta aos movimentos do mercado. Ainda na época dos primeiros anos do nosso trabalho com as 29ers, em 2010 eles já vendiam um modelo de suspensão compatível com o formato de rodas que ainda engatinhava em nosso país, sendo assim, quando me ligaram há alguns meses perguntando se eu queria testar uma nova suspensão que estava sendo desenvolvida para as Gravel Bikes, minha resposta foi um sonoro sim, sem titubear. Nova suspensão ProShock Grap para Gravel Bikes Mas você graveleiro, precisa mesmo de uma suspensão? Fui apresentado às Gravel Bikes na finada Interbike em Las Vegas em 2016. No ano seguinte já adquiri uma e de lá para cá deixei o Mountain Biking completamente de lado para me dedicar exclusivamente ao Gravel competitivo.  Me considerava um graveleiro purista, por isso sempre

GRAVEL Zone Brasil / Novidade - SRAM de 12 velocidades com sabor de pão de queijo

Imagem
Transmissão para Gravel: made in Minas Gerais. A SRAM ainda não lançou um grupo mecânico de 12 velocidades para as Gravel Bikes, então motivada por essa lacuna, a empresa inglesa Ratio Technology  desenvolveu, há pouco mais de um ano, um kit que pode converter uma transmissão de 11 em 12 velocidades, sem grandes dificuldades. Quase que ao mesmo tempo que os gringos, no interior do estado das Minas Gerais, mais precisamente na aprazível Araxá, um engenhoso mecânico de bicicletas passava noites em claro amadurecendo algumas ideias interessantes em relação ao mesmo tema. Transmissão SRAM Rival convertida para 12 velocidades - Imagem: GRAVEL Zone Brasil Egerton Fonseca Junior, o Junão, conhece muito bem o mecanismo dos trocadores dos grupos de estrada da SRAM e sabia que poderia modificá-los, pois o número de partes envolvidas é pequeno e seu funcionamento relativamente simples, se comparado com o dos trocadores da rival Shimano. O complexo produto dos japoneses conta com dezenas de peças

GRAVEL Zone Brasil / Opinião - Qual é a melhor opção? Uma Gravel Bike em aço, alumínio ou carbono?

Imagem
Por Adil Filoso Dividindo com você, minha experiência pessoal. Encontrar informações sobre Gravel Bikes é fácil hoje em dia, em uma busca rápida no YouTube você irá se deparar com centenas de vídeos falando sobre nossa paixão, por outro lado, essa facilidade esconde um problema que considero grave. Vejo muita gente bancando o professor e dando aulas sobre Gravel, sem de fato contar uma experiência prática ou mesmo o conhecimento minimamente necessário para ajudar seus seguidores com informações de fato relevantes e consistentes. O artigo que você está lendo agora, sobre o tipo de material de quadro mais adequado para o Ciclismo Gravel, eu já gostaria de ter escrito há bastante tempo, contudo decidi que somente iria publicar este texto depois de testar, de maneira séria, atenta e prolongada cada tipo de material, para então emitir minha opinião pessoal e te auxiliar com mais propriedade a escolher a próxima Gravel Bike de acordo ao seu budget e necessidades pessoais. O aço. Primeiro mat

GRAVEL Zone Brasil / Lançamento – Novíssima e espetacular SCOTT Addict Gravel

Imagem
Tudo o que esperar de uma Gravel Bike que promete ser revolucionária. Assim como outras das principais marcas premium do mercado, a SCOTT conta com modelos Gravel em sua linha de bicicletas já há alguns anos, mas ao contrário de grande parte da concorrência direta, parecia de fato nunca ter feito grandes esforços para promovê-los, ainda assim suas Gravel Bikes, que sempre guardaram muitas semelhanças com os modelos de estrada, fizeram sucesso entre os grandes veículos da mídia internacional especializada, chagando ao ponto que em 2020 a Addict Gravel recebeu do prestigiado Cycling Weekly  o selo de " Editor's Choice ", somente oferecido aos produtos testados que obtiveram notas 9 ou 10 dos avaliadores. Imagem: SCOTT Sports - Daniel Geiger Tudo muda a partir de hoje com o surpreendente lançamento da novíssima SCOTT Addict Gravel, uma bicicleta projetada a partir do zero com foco na ambiciosa premissa de oferecer ao consumidor final a mais avançada Gravel & Adventur

GRAVEL Zone Brasil / Teste - Canote com suspensão Redshift Shockstop

Imagem
Genial, bugiganga ou uma bugiganga genial? Em meados do ano passado o GRAVEL Zone Brasil começou a testar os dois principais produtos da marca americana Redshift Sports , ambos supostamente com grande vocação para equipar Gravel Bikes. Primeiro apresentamos sua mesa com suspensão, que já virou item obrigatório em nossas bikes e cujo desempenho detalhamos numa análise publicada anteriormente no site ( https://www.gravelzone.com.br/2020/09/mesa-com-suspensao-redshift-desempenho-para-gravel-bikes.html ). Paralelamente, passamos os últimos 7 meses usando também seu canote com suspensão. A ideia foi testar os dois produtos separadamente e em bikes distintas, justamente para poder identificar de forma clara os benefícios e eventuais falhas de cada um. C anote com suspensão Redshift Shockstop - Foto: GRAVEL Zone Brasil A primeira impressão, quando retiramos da caixa o canote da Redshift, foi de um produto bastante bem acabado, mas relativamente pesado: 540 gramas em nossa balança. Lado a lad

GRAVEL Zone Brasil / Bike Hack - Experimentando e desafiando o que dizem (ou não dizem) as grandes marcas de componentes de bicicletas

Imagem
Câmbio de 10 velocidades com transmissão de 11, pinças de freio de MTB na Gravel bike, correntes de duas diferentes marcas misturadas e mais "sandices" que funcionam perfeitamente. O GRAVEL Zone Brasil mantém uma bicicleta de testes permanentes que preferimos batizar de Bike Laboratório, ou Bike Lab para os íntimos. Nosso intuito com uma Gravel Bike de laboratório é testar conceitos que a documentação das grandes marcas, como Shimano e SRAM, ignoram ou desaprovam, mas que na prática podem funcionar de maneira excelente. A ideia é sempre usar componentes acessíveis e estender nossa experiência a outros "graveleiros" de modo a facilitar a vida de cada um dos leitores no momento de montar sua bike ou fazer upgrades. Atualmente nossa Bike Lab é uma Diamondback Haanjo 3, cujo quadro ano 2018 foi adquirido novo no eBay por 300 Dólares (cerca de 1.300 Reais). A Haanjo tem quadro em alumínio e um garfo do mesmo material, mas surpreendentemente leve. A bike é tamb

GRAVEL Zone Brasil / Teste - Mesa com suspensão Redshift Shockstop

Imagem
Uma ideia bem trabalhada pode fazer a diferença em sua Gravel Bike. O Mountain Biking teve seu primeiro boom no final da década de 1980, sendo assim os anos 90 começaram borbulhantes em termos de novidades técnicas para a modalidade do Ciclismo que mais se desenvolvia na época. Como todas as bikes eram 100% rígidas, os fabricantes perceberam que a bola da vez seria pensar num formato de suspensão para as cada vez mais velozes MTBs. Mesa com suspensão Redshift Shockstop 90mm - Foto: GRAVEL Zone Brasil Enquanto a Rock Shox dava seus primeiros passos, surgiram no mercado pelo menos duas marcas propondo um modelo diferente de suspensão. Ao invés de suspender a bicicleta em si, como fazem as suspensões tradicionais, a ideia era suspender o próprio piloto, daí surgiu a Girvin Flexstem, um tipo de mesa pivotante que funcionava com seu movimento controlado por elastômeros.  A Flexstem foi lancada custando menos que as Rock Shox e, claro, atraiu a atenção de muita gente. Aqui no Brasil o acesso