GRAVEL Zone Brasil / Doc - Como escolher uma bermuda de Ciclismo para longas horas de pedal?

Vale mais a pena investir em um bom selim ou em uma bermuda de qualidade?

Nós que pedalamos Gravel Bikes, temos mais propensão a passar muitas horas sentados no selim, seja treinando, ou mesmo fazendo Bikepacking, o bom e velho Cicloturismo que todos amamos, por isso muitos dos leitores do GRAVEL Zone Brasil vivem o mesmo dilema, aquela eterna busca pelo selim ideal.

Adil Filoso vestindo bermuda Decathlon
Adil Filoso vestindo bermuda Decathlon - Imagem: Arquivo Pessoal

O selim perfeito existe?

Já perdemos a conta de quantos selins experimentamos nos últimos tempos, só neste ano foram vários os modelos testados: o Fabric Scoop Sport Gel Radius, Specialized Power e Phenom, Ergon SMC-4 e SM Sport Gel, WTB Volt e WTB Koda, entre outros. 

Obviamente alguns tipos de selim são mais adequados às necessidades do "Graveleiro". É consenso entre aqueles que pedalam por desempenho que um banco de bicicleta do tipo "sofá", superacolchoado, ao invés de ajudar, atrapalha a performance do ciclista, aumentando a pressão sobre suas partes sensíveis e causando desconforto depois de apenas algumas dezenas de minutos de pedal, por outro lado, tomando como exemplo os selins desenvolvidos com foco no Ciclismo de Estrada que apresentam, via de regra, uma camada fina demais de espuma, é algo que pode não incomodar os profissionais que acumulam uma quilometragem altíssima durante todo o ano e estão, digamos, calejados, mas tendem a ser muito desconfortáveis para todo o resto do "pelotão", nós! Nessa categoria eu incluiria um modelo popularíssimo, o Specialized Power, aclamado pela maioria dos veículos especializados, mas que em nossa experiência pessoal se mostrou bem menos brilhante e confortável que o esperado para um uso Gravel, o padding ("acolchoamento") nível 2 da Specialized é muito tímido para quem vai passar mais de 3 horas pedalando, ainda que o desenho desse modelo seja bem interessante. Testamos também o Specialized Phenom, projetado para o Mountain Biking, um pouco mais comprido que o Power, mas com o mesmo tipo de espuma, mais uma decepção.  Os modelos da WTB todos se mostraram desconfortáveis após pouco tempo de pedal.

Selim Specialized Phenom
Specialized Phenom: bom desenho, pouco acolchoamento - Imagem: Gravel Zone Brasil

Entre todas as nossas tentativas nos últimos tempos, o modelo que melhor atendeu nossas necessidades, considerando pelo menos 1.000Km pedalados ao mês em terreno misto, foi o Ergon SM Sport Gel. O selim da marca alemã, que é nossa escolha do momento, apresenta um nível médio de acolchoamento complementado por bolsas internas de gel, seu formato é estreito na frente e bem largo e plano na porção posterior, com um proeminente canal central para aliviar pressão perineal. O Ergon SM é projetado para o Mountain Biking e não está entre os modelos mais leves do mercado, contudo leveza e conforto são duas características que não parecem, em geral, andar juntas.

Selim Ergon SM Sport Gel
Ergon SM Sport Gel: a escolha do monento - Imagem: GRAVEL Zone Brasil

Encontramos o selim perfeito? Seguramente não e talvez seja utópico estar focado nessa busca, entretanto nossa experiência em longos treinamentos e provas de grande distância (e muitas horas de pedal) nos permitiu formar uma opinião de que vale muito mais a pena investir em uma bermuda de ciclismo de qualidade que trocar seu selim a cada dois meses.


Porque vale mais a pena gastar com uma bermuda de alta qualidade?

 

Antes de seguir com o texto, é bom deixar claro que quando mencionamos a palavra bermuda, estamos considerando de fato os bretelles. Para quem não está familiarizado, são aquelas bermudas com alças.

Um bom e relativamente leve selim custa entre 500 e 1.000 Reais, já um bretelle de qualidade pode chegar até 1.500 Reais, contudo um selim satisfatório para algumas horas de pedal pode se tornar "magicamente" bom se o ciclista estiver vestindo a bermuda correta. Para chegar a essa conclusão, não precisávamos ser especialistas em vestuário esportivo, a prática nos comprovou que um forro de qualidade faz toda a diferença em uma bermuda para uso Gravel, provas de Gran Fondo e Bikepacking.

Forro da bermuda Pactimo 12-Hour Bib
O forro do bretelle Pactimo 12-Hour Bib - Imagem: Pactimo

As tecnologias que cada marca desenvolveu são muitas, é moda dizer que o forro A é italiano ou o B tem gel ou ainda o C apresenta espumas de densidade variável e por aí vai. O fato é que os modelos mais caros de marcas tradicionais como a suíça Assos ou a italiana Castelli são ótimos, mas buscando atentamente internet afora, encontramos também algumas boas opções que fogem um pouco da lógica "bermuda boa, bermuda cara".


As escolhas do GRAVEL Zone Brasil

 

Pactimo 12-Hour Bib: Os modelos de bretelles da linha "12-Hour" da marca Pactimo, sediada no estado americano do Colorado, são simplesmente o que há de melhor para quem acumula longas horas seguidas no selim. Foram desenvolvidos especificamente para eventos competitivos como o Dirty Kanza e provas de Ultra Endurance do porte do Tour Divide. Seu tecido batizado de Cerami–K é resistente, respirável e oferece um nível de compressão ideal, já o forro é espetacular, combinando espumas de 3 diferentes densidades e um desenho que oferece o suporte necessário para os ísquios sem ser incômodo às partes sensíveis do piloto, se mantém no lugar durante toda a pedalada e oferece uma dose impar de conforto. Trata-se de um bermuda relativamente cara, no momento custa 240 dólares (pouco menos de 1.000 Reais no site do fabricante) e não é vendida em outras lojas, contudo podemos garantir que vale muito a pena, foi nossa escolha para o DK200 neste ano. Está disponível em uma outra versão um pouco mais longa na coxa, o que na nossa opinião é bem interessante. A má notícia é que eles não enviam para o Brasil, mas vale muito a pena comprar se for aos Estados Unidos ou alguém puder te trazer. Para completar, a marca também conta versões femininas desses bretelles.

Bretelle Pactimo Summit Stratos "12-Hour"
Bretelle Pactimo Summit Stratos "12-Hour": produto espetacular - Imagem: Pactimo

B'Twin Road 900: Os bretelles da série 900 da Decathlon são, num primeiro momento, uma escolha interessante para quem busca um modelo com boa relação custo-benefício para longas pedaladas. O destaque vai para seu forro bem desenhado, empregando gel para distribuir a pressão, mas atenção, se você usa normalmente o tamanho M, pode valer a pena experimentar um L, porque o corte dessa bermuda é um pouco apertado. Em janeiro deste ano adquirimos um desses para os treinos longos de final de semana. Em termos de conforto foram aprovados, contudo as fibras do tecido nas laterais da coxa foram se rompendo de maneira sistemática, semana após semana, e depois de menos de 6 meses o bretelle já estava todo transparente, ainda que seu forro se mantivesse intacto. Custa um pouco mais que 250 Reais no Brasil e, talvez seja um bom negócio escolher um tamanho maior que o habitual, para que as fibras trabalhem menos tensionadas e o produte dure um pouco mais que míseros 180 dias.

Bretelle B'Twin Road 900
Bretelle B'Twin Road 900: problemas de durabilidade - Imagem: Decathlon

Przewalski Men’s 3D Padded: Fuçando na internet nos deparamos na Amazon.com com um bonito bretelle de menos de 30 Dólares (cerca de 120 Reais), o produto acumula mais de mil reviews de clientes bastante satisfeitos e teoricamente é projetado para pedais de até 8 horas, tem um corte confortável, vale mencionar que o comprimento dessa bermuda na coxa do ciclista poderia ser um pouco mais generoso. Seu forro 3D também utiliza espuma de 3 densidades como nos modelos mais caros e na prática é de fato bem confortável. Estamos usando esse bretelle há dois meses e até agora continua perfeito. O legal é que o vendedor na Amazon envia para o Brasil, mas infelizmente o frete custa mais caro que o próprio produto.


Bretelle Przewalski Men’s 3D Padded
Bretelle Przewalski Men’s 3D Padded: negócio da "China" - Imagem: Przewalski


A dica do GRAVEL Zone Brasil é: "o selim pode ser bom, mas a bermuda deve ser sempre ótima!".

Você que costuma fazer longos pedais, deixe nos comentários suas escolhas, seguramente também vão ajudar a guiar os interessados em adquirir uma nova bermuda.

Keep Gravel Riding!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

GRAVEL Zone Brasil / Entrevista - Luiz Kuhlmann conta tudo sobre a Cadence Bike, a sensação do Shimano Fest 2019

GRAVEL Zone Brasil / Depoimento - Qual é o melhor tipo de sapatilhas para o Ciclismo Gravel?

GRAVEL Zone Brasil / Bike Hack - Experimentando e desafiando o que dizem (ou não dizem) as grandes marcas de componentes de bicicletas