Postagens

Mostrando postagens com o rótulo GRAVEL RACE

GRAVEL Zone Brasil / Teste - Mesa com suspensão Redshift Shockstop

Imagem
Uma ideia bem trabalhada pode fazer a diferença em sua Gravel Bike. O Mountain Biking teve seu primeiro boom no final da década de 1980, sendo assim os anos 90 começaram borbulhantes em termos de novidades técnicas para a modalidade do Ciclismo que mais se desenvolvia na época. Como todas as bikes eram 100% rígidas, os fabricantes perceberam que a bola da vez seria pensar num formato de suspensão para as cada vez mais velozes MTBs. Mesa com suspensão Redshift Shockstop 90mm - Foto: GRAVEL Zone Brasil Enquanto a Rock Shox dava seus primeiros passos, surgiram no mercado pelo menos duas marcas propondo um modelo diferente de suspensão. Ao invés de suspender a bicicleta em si, como fazem as suspensões tradicionais, a ideia era suspender o próprio piloto, daí surgiu a Girvin Flexstem, um tipo de mesa pivotante que funcionava com seu movimento controlado por elastômeros.  A Flexstem foi lancada custando menos que as Rock Shox e, claro, atraiu a atenção de muita gente. Aqui no Brasil o acesso

GRAVEL Zone Brasil / Dúvida - O que é melhor, uma Gravel Bike com rodas 700C ou 650B? Que tal as duas juntas?

Imagem
MELHORANDO O DESEMPENHO E O CONFORTO DE SUA GRAVEL BIKE Em se tratando de Gravel Bikes, é praticamente consenso que as rodas 700C são a melhor opção quando buscamos desempenho no Gravel competitivo, por outro lado, as rodas 650B seriam a escolha mais adequada quando pensamos em conforto numa configuração mais focada em Bikepacking. Foto: GRAVEL Zone Brasil Desde sempre em nossa vivência com a bicicleta, somos adeptos das experiências e, quando o assunto são as Gravel Bikes, não poderia ser diferente, nesse sentido a Diamondback Haanjo do GRAVEL Zone Brasil tem sido a plataforma de testes ideal para para por à prova nossas teorias. Como a Sense Versa ou a Audax Pampero Gravel Alumínio , entre outras, nossa Diamondback Hanjo vem de fábrica montada com um garfo em alumínio. Ainda que esse garfo seja lindamente construído e tenha um peso bastante interessante, nós que estamos acostumados a rodar longas distancias a bordo da Salsa Warbird, uma Gravel puro-sangue de competição,

GRAVEL Zone Brasil / Configuração - Como carregar mais caramanholas no seu quadro?

Imagem
AUMENTANDO A CAPACIDADE DE CARGA DE SUA BIKE O problema. Quem costuma fazer longas distâncias de pedal tem geralmente um problema em comum: a grande maioria das bikes só dispõe de dois pontos de montagem para suportes de caramanhola dentro do triângulo dianteiro do quadro. Muitos fabricantes oferecem ainda um terceiro ponto de montagem na parte de baixo do down tube. Você já experimentou pedalar com uma garrafa nessa posição? Se a resposta é não, já adiantamos que em nossa opinião não vale a pena. Montada do lado de fora do triângulo dianteiro do quadro e numa posição bem baixa, essa eventual terceira caramanhola vai receber todo o pó, barro e outras "cositas" mais colhidas do solo, além de suja, fica numa posição de difícil acesso para o piloto em movimento e pior, dependendo das oscilações do terreno e do tamanho dessa garrafa ela pode até raspar no pneu dianteiro. Salsa Warbird configurada com 3 suportes de caramanhola - Imagem: GRAVEL Zone Brasil Há pouco tempo,

GRAVEL Zone Brasil / Review - Qual o melhor suporte de caramanhola para sua Gravel Bike?

Imagem
Existe um suporte de caramanhola perfeito para as Gravel Bikes? Desde os tempos do P29BR , além da eterna busca pelo selim perfeito, algo que sabemos, talvez seja utópico, também nos lançamos à procura do suporte de caramanhola ideal. O cenário agora é o seguinte. Numa Gravel Bike as vibrações decorrentes das imperfeições do terreno são amplificadas em relação ao que ocorre normalmente quando estamos a bordo de uma Mountain Bike, pelo fato de possuírem pneus de menor diâmetro e porque normalmente não contam com nenhum tipo específico de suspensão, sendo assim, é ainda mais fácil perder caramanholas nessas condições. Um exemplo patente desse tipo de situação pudemos testemunhar in loco na disputa do Dirty Kanza 2019. O cascalho das Flint Hills, onde a prova acontece, é composto por inúmeras pedras soltas de diâmetro considerável, o terreno é acidentado e os pilotos andam forte, essa mescla de circunstâncias criou as condições perfeitas para que algumas dezenas de caramanholas apare

GRAVEL Zone Brasil / Race - Dirty Kanza 200 2019

Imagem
Montanha russa de emoções em mais de 300Km pelas colinas do Kansas. No ano passado, após completar meu primeiro Dirty Kanza ( https://dirtykanza.com/ ), a mais famosa e difícil prova Gravel do planeta, já comecei a planejar a corrida de 2019, um indício inconteste de que se trata de um evento viciante. Em 2018 competi nas 100 milhas terminando muito bem a prova, então nada mais natural que agora estivesse inscrito na principal distância, aquela que fez a fama do Dirty Kanza, as 200 milhas. Foto: Arquivo pessoal A preparação. Em julho de 2018 já estava treinando para o DK 200 de 2019. Apesar de não ter um técnico "real" e trabalhar em tempo integral, o maravilhoso Zwift ( https://zwift.com/en/ ) foi meu treinador virtual, me ajudando a mensurar e melhorar minha condição física. Treino em média 5 dias por semana com o smart trainer e o Zwift; no sábado ou domingo me dedico a treinos técnicos de longa distância nas estradas da região onde moro. Apesar de tentar mu